Ir para o conteúdo Ir para o menu principal Configurações Busca
(11) 3339-8280 / 8227 ou 8228
Segunda à Sexta-Feira das 13h às 17h
Entre ou Cadastre-se

Resumo da Proposta

Dados do Proponente

Número CGP/Protocolo

4864568980

Nome do Responsável Legal

Ana Lúcia Valente de Souza Marcondes

CPF

143.019.218-69

RG

149229379

Razão Social

VIA CULTURAL - INSTITUTO DE PESQUISA E AÇÃO PELA C

Nome Fantasia

VIA CULTURAL

CNPJ

07.736.439/0001-26

Inscrição Estadual

...

Dados da Proposta de Projeto

Código do Projeto

24094

Nome do Projeto

MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS II

Segmento Cultural

Projetos especiais-primeiras obras, experimentações, pesquisas, publicações, cursos, viagens, ...

Data Início

01/05/2019

Data Fim

31/12/2020

Resumo do Projeto

Memórias Construídas é um projeto de cunho socioeducativo com parceria do SESC SP e da Fundação Casa, com termos de Cooperação e Parceria alavancados na restauração de patrimônio histórico como portal de entrada na capacitação técnica para resgate da autoestima e inclusão no mercado de trabalho. O Projeto Memórias Construídas, trabalha com base no macro e micro cosmos. O macro refere-se a cidade, ao ambiente comum a todos os cidadãos, sendo assim, a conservação dos bens culturais é base para a nova cidadania e manutenção da paisagem urbana, em respeito à memória de todas as gerações passadas e as futuras. Já o micro refere-se ao individuo, o ser transformador, habitante desse ambiente compartilhado. A cidade tem relação direta com a qualidade de vida do individuo (nesse caso o adolescente e o jovem), este ora é seu criador, ora sua criatura. Essa relação complexa é o mote do desenvolvimento desse curso com base na metodologia “Oficialmente”. A justificativa, portanto deve mostrar a preocupação nessas duas frentes apresentadas. O desenvolvimento desse projeto incorpora diversos instrumentos legais e apóia-se nesses direitos previstos na legislação vigente de nosso País.

Descrição

“A METODOLOGIA E PROGRAMA DO PROJETO MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS PROPÕE UMA AÇÃO INTERVENTORA DE APROPRIAÇÃO E EDUCAÇÃO CULTURAL, MORAL E SOCIAL DO FUTURO CIDADÃO DE SÃO PAULO. TENDO SUA BASE NA RESTAURAÇÃO DO OLHAR E REFORMULAÇÃO DOS CONTEÚDOS DA MEMÓRIA, ATUA NAS VIVÊNCIAS DAS ARTES SEGUINDO O APORTE DO CONHECIMENTO PARA DAR PERTENCIMENTO E DO AFETAMENTO PSICOSSOCIAL PARA PROMOVER ATITUDES DE RESPONSABILIDADE E ZELADORIA DO PATRIMÔNIO IMATERIAL E MATERIAL DO ENTORNO URBANO QUE PERTENCE A CADA UM E AO GRUPO SOCIAL A QUE PERTENCEMOS”. A MEMÓRIA SÓ É ZELADA POR QUEM A RECONHECE. A ARTE, A LINGUAGEM, O CENÁRIO TERRITORIAL E A ARQUITETURA - COMO UNIVERSO TANGÍVEL PELA AÇÃO DE MATRIZES CULTURAIS HUMANAS E COMO REPERTÓRIO VISÍVEL DAS RELAÇÕES, EXPRESSÕES E SENTIMENTOS CRISTALIZADOS EM TEMPO E ESPAÇO, CRIAM FORMAS DE TRANSMISSÃO HISTÓRICA E ARQUEOLÓGICA. APROPRIARMO-NOS DESTES CONTEÚDOS PARA RESTAURAR VALORES FUNDAMENTAIS AO NOSSO REPERTÓRIO E LUGAR, É UMA CONSEQÜÊNCIA DA FORMAÇÃO DE UMA NOVA CULTURA INTELIGENTE. NO ESTÍMULO AO RELATO DA MEMÓRIA E NA ADMINISTRAÇÃO TEMPORAL DO CONHECIMENTO CRIA-SE UMA NOVA UNIDADE CULTURAL. O PROJETO MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS PROPÕE ALÉM DE PROPORCIONAR CONVIVÊNCIA E CONHECIMENTO, ATIVAR O PERTENCIMENTO E DIREITO, ESTABELECENDO ASSIM UMA RESULTANTE CIDADÃ NO PROCESSO DE EDUCAÇÃO INSERIDO NO PROJETO, FICA ALINHADO TAMBÉM A NOVA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL. DESDE APLICADA, A METODOLOGIA PROPÕE UM PROCESSO DE ACULTURAÇÃO E APROPRIAÇÃO DE IDENTIDADE, ALAVANCADA NA RESTAURAÇÃO DE PATRIMÔNIO HISTÓRICO COMO PORTAL DE ENTRADA NA CAPACITAÇÃO TÉCNICA PARA RESGATE DA AUTOESTIMA E INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO. O PROCESSO ROMPE UMA AVASSALADORA TRANSFORMAÇÃO DO OLHAR. “OFICINALMENTE, UM OLHAR RESTAURADO PARA UMA NOVA EDUCAÇÃO”, DISTRIBUI UM CONTEÚDO TÉCNICO, PRÁTICO, TEÓRICO E CRIATIVO. CONTEÚDOS DE MATEMÁTICA E QUÍMICA PERMEIAM O DIA-A-DIA COM PINTURA E FOTOGRAFIA; LEITURA E DRAMA NO TEATRO REVÊEM O CORPO E A COMUNICAÇÃO; A CONVERSA COM ARTE DE VER, VIVER E CRIAR, REDESENHA, RESTAURA E OBSERVA ONDE ESTAMOS. BUSCAR FORA REQUER ANTES BUSCAR DENTRO. PARA ATINGIR NOSSOS OBJETIVOS, TRABALHAMOS COM TRÊS NÚCLEOS: NÚCLEO 1: HISTÓRIA - CONHECER A HISTÓRIA CRIA RAÍZES; NÚCLEO 2: RESTAURO – ALÉM DAS TÉCNICAS DO CONSERVADOR, SER CAPAZ DE CONSTRUIR UM REPERTÓRIO VIVENCIAL E INTERATIVO, REFAZENDO VALORES E VIDA, E NÚCLEO 3: PERCEPÇÕES - REPRESENTAÇÕES SENSORIAIS, COGNITIVAS E VISUAIS PARA FAZER INTERLOCUÇÃO COM A CONSTRUÇÃO E TRADUÇÃO TÉCNICAS. A FIM DE PROMOVER A FRUIÇÃO DE BENS, PRODUTOS E SERVIÇOS CULTURAIS A CAMADAS DA POPULAÇÃO MENOS ASSISTIDAS, O PROJETO É GRATUITO E CAPACITA EM VIVÊNCIAS ARTÍSTICAS, TROCAS E CONVIVÊNCIA NO TERRITÓRIO DO CENTRO ANTIGO DA CIDADE, FINALIZANDO O PROCESSO COM UMA EXPOSIÇÃO ABERTA AO PÚBLICO E ITINERANTE. AS ATIVIDADES COMPREENDEM AULAS EM OFICINAS TEMÁTICAS TRANSDISCIPLINARES, COM CHAMAMENTO PÚBLICO, CAPACIDADE DE 50 VAGAS (25 POR PERÍODO), COM CARGA HORÁRIA DE 240 HORAS, DISTRIBUÍDAS EM 04 (QUATRO) HORAS/AULA, 03 (TRÊS) VEZES POR SEMANA. OS PARTICIPANTES RECEBERÃO UM CONTEÚDO TRANSDISCIPLINAR NAS OFICINAS COM TÉCNICAS ARTÍSTICAS E INTRODUÇÃO ÀS TÉCNICAS DE LIMPEZA E RESTAURO EM TELA, PAPEL, CANTARIA E MADEIRA, PREPARAÇÃO DE SUPORTES E MOLDES PARA INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO NA ÁREA DE PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E MUSEOLÓGICO. DESDE A RESERVA TÉCNICA, REGISTRO, MEMORIAL DESCRITIVO, DIAGNOSE, EPIS, RELATÓRIOS, FUNDAMENTAÇÃO, BIBLIOGRAFIAS, TÉCNICAS E PRÁTICAS, INFERIMOS A INTRODUÇÃO FIDEDIGNA AOS PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS PARA INICIAÇÃO AO RESTAURO. TRABALHAMOS EM CONJUNTO A ESTES CONTEÚDOS, A HISTÓRIA, DENTRO DE SEU REPERTÓRIO DA ARTE, A LINGUAGEM FOTOGRÁFICA COMO REGISTRO E LEITURA EM FOTO STILL, A ÉTICA E A CIDADANIA ACOMPANHADAS PELO DIREITO, QUE TAMBÉM PERMEIA O CAMPO DA HISTÓRIA E FOTOGRAFIA COMO PROFISSÃO E OS DIVERSOS RAMOS DE SUA ATUAÇÃO, A PROMOÇÃO DO IMAGINÁRIO CRIATIVO DOS ALUNOS, SE COMPLETA COM AULAS DE MAQUETE ARQUITETÔNICA ONDE TRABALHAMOS A GEOMETRIA, ESCALAS E PROPORÇÃO; AS AULAS DE TEATRO E A EXPRESSÃO CORPORAL CRIANDO O AR E O ESPAÇO DO TERRITÓRIO CORPO/CIDADE; O REGISTRO PONTUA ASSERTIVAMENTE AS SAÍDAS EM CAMPO E AUXILIA O ENTENDIMENTO DA HISTÓRIA DA ARTE COMO A VERDADEIRA HISTÓRIA DO HOMEM E SUA PASSAGEM PELA PAISAGEM. ENCAMINHAMOS NOVOS ÂNGULOS E SABERES PARA CRIAR UMA INTERLOCUÇÃO DIRETA COM A OFICINA DE RESTAURAÇÃO E AS OFICINAS DE EXPRESSÃO, PERCEPÇÃO E ARTES VISUAIS. TRABALHAMOS O GESTUAL E O TÉCNICO ALINHADOS AOS PONTOS DE REFERÊNCIA RECÉM-INAUGURADOS TANTO NA HISTÓRIA COMO NO RESTAURO. EM CONTINUIDADE E TÃO IMPORTANTE COMO ESTES PROCEDIMENTOS, O REPERTÓRIO ABORDADO PELA OFICINA DE DESENHO LIVRE E DE OBSERVAÇÃO, LIGAM A REPRESENTAÇÃO BIDIMENSIONAL AO MUNDO REAL E AO PERSONAGEM QUE NELE HABITA, SENDO A LINGUAGEM DE ACESSO DIRETO À REPRESENTAÇÃO DESTE MUNDO. AS ESTRUTURAS, AS PROPORÇÕES E DIMENSÕES REAIS E IMAGINÁRIAS, OS REGISTROS REVISITADOS, JUNTOS PROMOVEM O OLHAR RECOLOCADO NA DIMENSÃO DO PERCEBER PARA RECRIAR, ENTENDER E PERTENCER.

Objetivos

CAPACITAR OS PARTICIPANTES DE AMBOS OS SEXOS, SEM DISTINÇÃO DE ORIENTAÇÃO SEXUAL, ETNIA, CREDO OU RAÍZES, COM AS HABILIDADES NECESSÁRIAS PARA AS DIVERSAS ATIVIDADES ARTÍSTICAS E TÉCNICAS QUE ENVOLVAM O RECONHECIMENTO, O RESTAURO E A ZELADORIA DE BENS CULTURAIS MÓVEIS OU INTEGRADOS E BENS IMATERIAIS DA CIDADE NA PERSPECTIVA DA INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO, EVITANDO QUE, A FALTA DE PROFISSIONALIZAÇÃO INTERFIRA NO DESENVOLVIMENTO PLENO DE SUA VIDA, PROMOVENDO, ATRAVÉS DA ARTE, A CONSCIÊNCIA ÉTICA, FOMENTANDO AS COMPETÊNCIAS PERCEPTIVAS E DIRECIONAMENTO PARA A INCLUSÃO SOCIOECONÔMICA. NOSSOS OBJETIVOS NA ÁREA DE SAÚDE BIO-PSICO-SOCIAL SÃO: - DESENVOLVER HABILIDADES MOTORAS E TRABALHAR O CONHECIMENTO DE SEU PRÓPRIO CORPO; - FAVORECER A SUPERAÇÃO DE CONFLITOS E SOFRIMENTO EMOCIONAL DOS JOVENS; - FAVORECER A ADEQUAÇÃO DO COMPORTAMENTO DOS JOVENS E MELHORAR SEU DESEMPENHO ESCOLAR E NA SOCIEDADE; - PROMOVER A MELHORIA DA AUTOESTIMA; - DESENVOLVER A CONDIÇÃO DE EMPREGABILIDADE DE ACORDO COM A NOVA DEMANDA E DIRETRIZES DA CIDADE, UTILIZANDO UMA NOVA TECNOLOGIA DE EDUCAÇÃO PARA GERAR NOVAS OPORTUNIDADES DE COMPETÊNCIA TÉCNICA; - PROMOVER A INCLUSÃO SOCIAL FACILITANDO O ACESSO A BENS, SERVIÇOS, INFORMAÇÕES E SABERES; - PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DA CIDADANIA; - PROMOVER A COOPERAÇÃO E A RESPONSABILIDADE; - ORGANIZAR OS CONTEÚDOS NATOS; - PROMOVER A ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL AOS JOVENS; - ENCAMINHAR OS JOVENS PARA VAGAS DE EMPREGO NA ÁREA.

Justificativa do Projeto

PRATICANDO E DEMONSTRANDO, ENCAMINHAMOS OS ALUNOS ATRAVÉS DE TÉCNICAS PARA DESPERTAR E ENSINAR O RESTAURO QUE TAMBÉM É PESQUISA, QUESTIONAMENTO, DESCOBERTA, INVENÇÃO, REGISTRO E DIAGNÓSTICO. COMO UMA EQUIPE DE PRÁTICOS, CUIDANDO E RECONSTRUINDO, IDENTIFICANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS E INFESTAÇÕES, LIMPANDO, COLANDO E REINTEGRANDO, DAMOS CORPO AO APRENDIZADO DO CONSERVADOR. OU NÃO. DAMOS ASAS AO INVESTIGADOR CIDADÃO, ABRIMOS AS PORTAS AO ARTISTA OU AO TÉCNICO. PODEMOS ENCAMINHAR NOVOS ARQUITETOS, DESENVOLVER DESENHISTAS, MARCENEIROS, PUBLICITÁRIOS, UM ENTREGADOR DE PIZZA ESCRITOR, UM GRANDE FOTÓGRAFO, OU MESMO UM POSSÍVEL HISTORIADOR. MUITOS PODERIAM ESTUDAR FILOSOFIA E OUTROS SE FORMAR COMO COMUNICADORES SOCIAIS. ENFIM, A RESTAURAÇÃO DE UMA FORMA AMPLA, PROMOVE AO EDUCANDO UMA ABERTURA DE CAPACITAÇÃO DE SER E AGIR DIFERENTEMENTE NESTE NOSSO MUNDO E COLETIVIDADE. COMO CORAÇÃO DE TODA PROPOSTA, O RESTAURAR DEVE CONTER UM SENTIDO MAIOR, CERCANDO-SE DAS ATIVIDADES COGNITIVAS E ARTÍSTICAS QUE COMPÕEM AS OFICINAS DO CURSO, POSSIBILITANDO O CRESCIMENTO AFETIVO CONSTRUTIVO DOS ALUNOS. O RESTAURADOR QUE CADA UM VAI SER, DENTRO DA SUA VIDA OU PROFISSÃO DEPENDE DO ACOLHIMENTO, MEDIAÇÃO E CAPACITAÇÃO QUE OS EDUCADORES LHES PROVEREM. O DESENVOLVIMENTO DESSE PROJETO INCORPORA DIVERSOS INSTRUMENTOS LEGAIS E APÓIA-SE NESSES DIREITOS PREVISTOS NA LEGISLAÇÃO VIGENTE DE NOSSO PAÍS. MACROCOSMOS – A CONSERVAÇÃO DOS BENS CULTURAIS E MEMÓRIA DA CIDADE O BRASIL CONTA COM DIVERSOS INSTRUMENTOS LEGAIS PARA A PROTEÇÃO DE NOSSOS BENS CULTURAIS. EM NÍVEIS: FEDERAL: • A CONSTITUIÇÃO EM SEUS ART. 215 E 216 CONTEMPLA OS DIREITOS CULTURAIS E O ACESSO A FONTES DA CULTURA NACIONAL. • O PROJETO CONTEMPLA DUAS METAS DO PLANO NACIONAL DE CULTURA. SÃO ELAS:¨ 10. FOMENTAR A CRIAÇÃO NOS MUNICÍPIOS, DE CENTROS DE MEMÓRIA COM FINALIDADE DE PROMOVER AÇÕES DE PRESERVAÇÃO DOS BENS PATRIMONIAIS, MATERIAIS E IMATERIAIS, COM RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA NO ÂMBITO DAS TRÊS ESFERAS PÚBLICAS E DA SOCIEDADE CIVIL; 26. PROMOVER E FOMENTAR PROGRAMAS DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO PATRIMONIAL PARA PROFESSORES, AGENTES CULTURAIS E ATORES SOCIAIS.¨ ESTADUAL: • A CONSTITUIÇÃO ESTADUAL PAULISTA APRESENTA NA II SEÇÃO DEDICADA A CULTURA O ART. 262. MUNICIPAL: • A LEI ORGÂNICA MUNICIPAL EM SEU CAPÍTULO VI: DA CULTURA E DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURA NO ART.191 - O MUNICÍPIO DE SÃO PAULO GARANTIRÁ A TODOS O EXERCÍCIO DOS DIREITOS CULTURAIS E O ACESSO ÀS FONTES DE CULTURA, OBSERVADO O PRINCÍPIO DA DESCENTRALIZAÇÃO, APOIANDO E INCENTIVANDO A VALORIZAÇÃO E A DIFUSÃO DAS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS E ART. 192 - O MUNICÍPIO ADOTARÁ MEDIDAS DE PRESERVAÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES E DOS BENS DE VALOR HISTÓRICO, ARTÍSTICO E CULTURAL, BEM COMO DAS PAISAGENS NATURAIS E CONSTRUÍDAS, NOTÁVEIS E DOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS • A CIDADE DE SÃO PAULO TEM UM ACERVO GIGANTESCO DE BENS TOMBADOS EM PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE CONSERVAÇÃO. • O MUNICÍPIO CARECE DE ATIVIDADES E LOCAIS PRÓPRIOS PARA QUE OS JOVENS EXERÇAM E FORTALEÇAM OS SEUS DIREITOS CULTURAIS ATRAVÉS DE UMA ABORDAGEM COMPLEXA COMO É A PROPOSTA DO PROJETO. • A CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS BENS CULTURAIS DA CIDADE GERAM BENEFÍCIOS PARA A EFETIVAÇÃO DA CIDADANIA, O RESGATE DA IDENTIDADE NACIONAL/LOCAL, O RECONHECIMENTO DA HISTÓRIA E DE SEUS AGENTES. • A BOA CONDIÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE UMA CIDADE TEM LIGAÇÕES DIRETAS COM O POTENCIAL DE ATRAÇÃO TURÍSTICA, LOGO, A ENTRADA DE DIVISAS NO PAÍS. MICROCOSMOS – O JOVEM INDIVIDUO CONSERVADOR DA MEMÓRIA E DA CIDADE • NO BRASIL A JUVENTUDE É COMPREENDIDA PELA FAIXA DE 15 A 29 ANOS, ISSO REPRESENTA APROXIMADAMENTE 50 MILHÕES DE BRASILEIROS. PELO DIEESE, 45,5% DOS DESEMPREGADOS SÃO JOVENS. • OS JOVENS ATENDIDOS PELO PROJETO MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS EM SEUS CURSOS VÊM DE FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA E/OU EM SITUAÇÃO DE ALTA VULNERABILIDADE, A MAIORIA COM HISTÓRICOS DE VIOLÊNCIA E USO DE DROGAS PSICOATIVAS. • O PROJETO MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS RESERVA VAGAS PARA JOVENS QUE CUMPREM MEDIDA SÓCIO-EDUCATIVA DE SEMI LIBERDADE EM UNIDADES DA FUNDAÇÃO CASA NA CAPITAL PAULISTA (SP E INTERIOR), POIS ESSES JOVENS NECESSITAM DE AMBIENTES DE REINTEGRAÇÃO SOCIAL, MAS APRESENTAM DIFICULDADES DE EFETIVAR MATRICULA EM CURSOS. • AS ESCOLAS FREQUENTADAS PELOS JOVENS NÃO OFERECEM CONCEITOS E EXPERIÊNCIAS PRÁTICAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS BENS CULTURAIS O CURSO TEM PARCERIA DE VAGAS PARA A CIEJAS, ETECS, FUNDAÇÃO CASA E REDE PÚBLICA. • OS RESPONSÁVEIS PELOS JOVENS APRESENTAM POUCA OU NENHUMA CONDIÇÃO FINANCEIRA PARA CUSTEAR UM CURSO EM INSTITUIÇÃO PRIVADA NOS MESMOS MOLDES OFERECIDO PELO PROJETO, ASSIM COMO, O TRANSPORTE ATÉ O LOCAL DO CURSO. • OS JOVENS DA CIDADE NECESSITAM DE LOCAIS PARA O EXERCÍCIO DOS SEUS DIREITOS CULTURAIS.

Contrapartida do Projeto

O Plano de Acesso contempla a ação específica proposta, a definição do público alvo, estimativa de atendimento e estratégia de publicização da oferta cultural, garantindo sua ampla divulgação nas redes sociais, canais de comunicação, pontos de cultura e locais de acesso na cidade através de plano de divulgação. DA CONTRAPARTIDA: a) As oficinas propostas pelo projeto são gratuitas e promovem a capacitação pessoal possibilitando um efeito multiplicador para a população e sociedade além de contemplar medidas que promovem a fruição de bens, produtos e serviços culturais a camadas da população menos assistidas ou excluídas do exercício de seus direitos culturais por sua condição socioeconômica, etnia, deficiência, gênero, faixa etária, domicílio, ocupação, ainda promovendo a convivência. b) A acessibilidade ao curso, palestras e exposição é garantida, pois, as oficinas ocorrem em dois espaços à menos de 300 metros da estação São Bento do metrô, têm entrada plana e larga com dois elevadores de acesso, portas duplas e corredores de 2,50 metros - Promoção de ações que facilitem o livre acesso de idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida c) As publicações produzidas pelo projeto assim como toda a programação in e on line, como o blog, terão os logos do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e ProAC, e enviaremos, para o acervo da Secretaria da Cultura, 5% (cinco por cento) da tiragem do material produzido, autorizando (I) exibição pública de caráter cultural e sem fins lucrativos, (II) utilização do material em equipamentos culturais do Estado, inclusive com permissão de empréstimo aos usuários desses equipamentos, (III) doação das cópias a entes da Administração Pública ou a entidades privadas sem fins lucrativos, e (IV) outras que a Administração entender conveniente e oportuna; d). Propomos a participação do projeto com 02 workshops em ações e programas desta Secretaria. (a definir de acordo com disponibilidade do proponente e interesse da Secretaria). e). A divulgação é aberta ao público geral via Internet pelas redes sociais, site do Instituto, Catraca Livre e distribuição de material impresso em locais estratégicos e os colocados pelo Mica em pontos de circulação de cultura e bares, sempre com os logos do Instituto, do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e ProAC.

Outras Informações

MEMÓRIAS CONSTRUÍDAS PLANO DIVULGAÇÃO 2019 ITEM PEÇA QTDE LOCAL VEICULAÇÃO PERÍDO VEICULAÇÃO 1.CARTAZ DE DIVULGAÇÃO-100 UNIDADES DISTRIBUÍDOS EM LOCAIS ESPECÍFICOS PARA ATINGIR O PÚBLICO ALVO: CENTROS CULTURAIS, CASAS DE CULTURA, COLETIVOS, FACULDADES DE ARTES, CÉUS. PERÍODO DE DIVULGAÇÃO E INÍCIO DAS INSCRIÇÕES 2.MICA-5000 UNIDADES. DISTRIBUÍDOS EM LOCAIS ESPECÍFICOS PARA ATINGIR O PÚBLICO ALVO: OS RELACIONADOS ALEM DE BARES E CENTROS DE CONVIVÊNCIA. PERÍODO DE DIVULGAÇÃO, INSCRIÇÕES E DA DIVULGAÇÃO DA MOSTRA 3. BANNER LONA FRONT- 3 UNIDADES -EXPOSIÇÃO DE RESULTANTES FECHAMENTO DO PROJETO 4. CATALOGO - 1000 UNIDADES -DISTRIBUÍDOS PARA PARTICIPANTES DO PROJETO, PROFESSORES, ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS E MUNICIPAIS, PARCEIROS INSTITUCIONAIS, CENTROS CULTURAIS, OFICINAS CULTURAIS. FINALIZAÇÃO DO PROJETO 5.ANUNCIO NAS REDES SOCIAIS - 18ENTRADAS -FACEBOOK E INSTAGRAM. FECHAMENTO DO PROJETO 6 FLYER VIRTUAL-2 MODELOS. VERSÃO PARA DOWNLOAD DISPONÍVEL NO SITE PARA POTENCIALIZAR DIVULGAÇÃO FEITA POR PARCEIROS COMO O CATRACA LIVRE E PÚBLICO EM GERAL VERSÃO PARA SITE OFICIAL VIA CULTURAL, FACEBOOK, INSTAGRAM - PERÍODO DE DIVULGAÇÃO E INÍCIO DAS INSCRIÇÕES PARA O PROJETO 7. BOOPS - 1000 UNIDADES PARA DISTRIBUIÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DAS TURMAS NAS SAÍDAS E VISITAS. DURANTE TODO O PROJETO. 8. ASSESSORIA DE IMPRENSA-1CONTATO E ENVIO DE PRESS-RELEASE E ENVIO DE LISTA MAILING VIRTUAL COM 1000 ENDEREÇOS - PERÍODO DE DIVULGAÇÃO E FECHAMENTO DO PROJETO

Locais de Realização do Projeto

Ponto de Cultura Via Cultural São Paulo (capital) - SP
SESC Florêncio de Abreu São Paulo (capital) - SP

Dados do Responsável Técnico/Artístico

Ana L�cia Valente de Souza Marcondes 143.019.218-69

Dados da Ficha Técnica do Projeto

Nome CPF ou CNPJ Função
Ana Lucia Valente de Souza Marcondes 143.019.218-69 Coordenação Geral
Ana Paula Silveira Lima 091.941.688-81 Educadora de Ética e Cidadania
Anaiza de Souza 129.809.728-27 Supervisora de Atividades
Bárbara Cristina Zmekhol 028.828.148-95 Educadora de Restauro
Cláudio Manculli Gregorutti 334.563.588-73 Educador de Fotografia
Eduardo Cordeiro de Araújo 087.856.458-69 Educador de Linguagem Arquitetônica
Elisabeth Cristina de Lima 167.533.018-28 Educadora de linguagem Socioambiental
Fernanda Teixeira Bizon 427.930.048-80 Assistente de Produção
Jaqueline Fòla 106.888.458-43 Educadora de Conservação
Luciana Pereira 040.071.638-04 Educadora de Desenho e Pintura
Maria Aparecida Ferreira 088.219.308-23 Auxiliar Administrativo
Milton Carlos de Aguiar 225.740.228-66 Educador de Expressão Corporal
Roberto Sambi Colotto 041.598.388-63 Educador de História da Arte, Arquitetura e da Cidade
Vitor Fernandes Faria 419.824.808-74 Educador de Teatro

Dados de Direitos Autorais

Detentor Acervo/Imóvel/Bem Envolvido
Via Cultural Metodologia e acervo fotográfico, imobilizado de ferramentas, bancadas e equipamentos eletronicos.

Resumo das Fontes de Financiamento

Fontes de Financiamento Externas Valor
Fontes de Financiamento do Programa de Ação Cultural Valor
Incentivo Fiscal (Lei 12.268/06) R$ 300.000,00

Valor Total: R$ 300.000,00

Apoio a Comissão de Análise de Projetos

proacicms_cap@sp.gov.br

(11) 3339-8236 / (11) 3339-8001

Financeiro

financeiroproac@sp.gov.br

(11) 3339-8311 / 8101 / 8556

Prestação de Contas

pcproac@sp.gov.br

(11) 3339-8269 / 8310